contato


Horários de funcionamento Menu.

EVENTOS / 31.08.2018

Exposição 11 DE SETEMBRO: UMA FERIDA QUE AINDA SANGRA


“O romance Extremely Loud & Incredibly Close, de Jonathan Safran Foer (2005), entrelaça ficção e realidade em fatos recentes, cuja análise histórica pode parecer ainda prematura, e em fatos cujo distanciamento histórico já permite uma análise supostamente mais ampla, como os bombardeios incendiários a Dresden ou os lançamentos das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki”, escreve João Paulo Vani a certa altura de “Terror e Trauma na literatura: do 11 de setembro às marcas na alma” (EDUC/PUC-SP, 2018). A frase revela uma pequena amostra das reflexões contidas na obra que o autor rio-pretense lançará no dia 4 de setembro no Riopreto Shopping, em um evento que reunirá noite de autógrafos, bate-papo sobre o livro e o lançamento da exposição fotográfica “11 de setembro: uma ferida que ainda sangra”.
Resultado de seu estudo de mestrado, “Terror e Trauma na literatura” analisa elementos de uma narrativa de metaficção historiográfica, permeada de fatos históricos e de elementos reais vistos de perspectivas diferentes daquelas sugeridas pela “história oficial”, aparecendo as “verdades múltiplas”, desafio próprio das ficções pós-modernas, que exigem do leitor uma reavaliação crítica do passado, com o fim das “verdades absolutas”.
Para Guga Chacra, jornalista e correspondente internacional que há mais de uma década vive em Nova York, e assina a orelha do livro, a obra analisada por Vani é um dos muitos romances que usam o 11 de setembro, “talvez o maior evento mundial para uma geração nascida a partir dos anos 1970”, como recorte de tempo e espaço. “Nós, das gerações mais jovens, não tivemos memória do Vietnã, e a queda do Muro de Berlim não chega a ter o impacto dos ataques terroristas contra Nova York e Washington” relata Guga na orelha do livro.

Projeto
O lançamento do livro de João Paulo Vani vem contando, desde julho, com ações de divulgação, como palestras, oficinas e exibição de filme. Durante a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), Vani ofereceu uma oficina de crítica literária e realizou o lançamento com uma tarde de autógrafos; depois disso, o lançamento aconteceu no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, ocasião em que o filme “Tão alto, tão perto”, foi exibido, seguido por discussão sessão de autógrafos. Agora, em Rio Preto, o autor fará um bate-papo e inaugurará uma mostra fotográfica: “A proposta é disseminar conhecimento, e essa relação da obra de Foer com outras mídias está presente na narrativa, e não poderia deixar de ser abordada nas ações de divulgação”, explica Vani.
O autor participará também da FliPUC – a Festa Literária da PUC, que acontece em São Paulo entre os dias 22 e 26 de outubro.

Sobre o autor
João Paulo Vani é atualmente aluno de doutorado do programa de pós-graduação em Letras da Unesp/S. J. Rio Preto, mesma instituição pela qual obteve título de Mestre em Teoria Literária (2014) e pela qual é licenciado em Letras (2001); é Especialista em Comunicação e Marketing pelo Centro Universitário de Rio Preto (Unirp).
Docente experiente na área de Metodologia do Trabalho Científico, foi pesquisador visitante da University of Louisville, nos Estados Unidos, por meio do Programa de Doutorado-sanduíche no Exterior (PSDE).
Empreendedor, é fundador do Grupo Editorial HN e da Academia Brasileira de Escritores, da qual é presidente.

Voltar a listagem.

VOLTAR A LISTAGEM

Riopreto Shopping